Psicólogo / Psicanalista Clínico ABMP Nº 04909-09
SOBRE O PSICANALISTA
apresentação
ATENDIMENTO
faça o seu agendamento
CONTATO
fale conosco
Ensinamentos da Psicanálise
Ao escolher uma pessoa como objeto amaroso, não estamos escolhendo só ela, mas todo o eco que ela contém do nosso passado afetivo...

Um cavalheiro chamado Sigmund Freud no inicio do século, mostrou que havia muito mais coisas nas sombras...

Graças a ele e às teorias que a partir dele se desenvolveram, sabemos hoje que o amor não é apenas a relação entre duas pessoas, mas a relação dessas duas pessoas acrescida de todas as fantasias de cada um, e em grande parte ditada pelo passado reciproco...?

A psicanálise nos ensinou que o amor não é feito apenas de si mesmo... Ao escolher uma pessoa como objeto amaroso, não estamos escolhendo só ela, mas todo o eco que ela contém do nosso passado afetivo... 

Um homem escolhe uma mulher porque ela é muito parecida com sua própria mãe, e pode vir a desama-la porque se tornou parecida demais...

Uma mulher escolhe um homem porque ele é o oposto do seu pai, e pode vir a desama-lo se descobrir que não o é tanto... E assim por diante em variantes infinitas, que amarram seus cordões na primeira infância, nos amores primeiros, mãe, pai, família...

Enfim, fomos obrigados a constatar que aquela que considerávamos a mais pessoal das relações, o amor entre homem e mulher, não era tão pessoal assim... E que por conseguinte, o sucesso do amor não dependia tão exclusivamente de nós...

Isso, sem duvida, nos tira uma boa parte da responsabilidade...

Mas abre um novo mundo de incertezas, já que podemos dar rumo ao futuro, mas o passado esta fora do nosso alcance...

O amor não é fácil... E durante certo tempo até pensamos poder viver razoavelmente sem ele...

Percebemos porém que ao cortar a árvore para evitar o incomodo das folhas que caem, perdemos o doce farfalhar. E então, estamos recomeçando a plantar...

O amor nunca foi mais fácil do que hoje. Nunca foi linear... A não ser quando não era amor...

Hoje, talvez tenhamos mais conhecimento, mais abertura para aceitá-lo como é, em vez de exigir dele o que não pode nos dar...

 

Ronaldo de Mattos - Psicanalista Clinico

em 16/08/2012

Voltar

Principal / Pense comigo / Contato / Agenda online
www.ronaldodemattos.com - Todos os direitos reservados 2009 - 2013