Psicólogo / Psicanalista Clínico ABMP Nº 04909-09
SOBRE O PSICANALISTA
apresentação
ATENDIMENTO
faça o seu agendamento
CONTATO
fale conosco
Internet e os nossos desejos
Porque a escolha, qualquer tipo de escolha amorosa, é fundamentalmente ditada pelo inconsciente...

Por que a internet, é capaz de armazenar centenas de informações e dados a nosso respeito, não acerta quando tenta escolher alguém matematicamente capaz de satisfazer os nossos desejos, e de preencher o modelo de companheiro ou companheira que estamos procurando? 

Porque a escolha, qualquer tipo de escolha amorosa, é fundamentalmente ditada pelo inconsciente...

O raciocínio pode, e tenta, elaborar a escolha de forma lógica. Atraídos por alguém, somamos os prós e os contras, tentamos estabelecer as vantagens de levar adiante aquele interesse.

As vezes podemos até acreditar ter escolhido em obediência a esse levantamento. Mas a verdade é que as coisas vieram de uma parte de nós que, embora convocada desde o inicio, não foi consultada.

É ela que estabelece as verdadeiras semelhanças e arma os jogos sutis das diferenças. É ela que sabe do que realmente precisamos. Um amor se estabelece a partir da satisfação que pode nos dar. 

Não a satisfação mais óbvia, social, ou até mesmo sexual, mas a satisfação daqueles desejos de que nem mesmo temos consciência e que são o movente de nossas vidas...

As vezes a nossa escolha lógica coincide com a escolha inconsciente. É quando nos sentimos equilibrados, saudáveis, maduros.

Mas outras, tantas outras, escolhemos aquele que nos parece menos indicado, e ao qual, apesar de todas as nossas reservas, não conseguimos deixar de amar.

Então sofremos, nos descabelamos e gritamos aos quatro ventos que enlouquecemos, que um louco amor nos tirou à razão...

O amor não é louco. Sabe muito bem o que faz, e nunca, nunca age sem motivo, embora esse motivo possa permanecer obscuro para nós. Loucos somos nós, que insistimos em querer entendê-lo no plano da razão. Loucos e destemidos, que tendo que conviver com ele a vida inteira, aceitamos fazê-lo no escuro, pouco nos ocupando em manter o contacto e o diálogo com voz interna que o comanda...

 

Ronaldo de Mattos - Psicanalista Clínico

em 19/05/2013

Voltar

Principal / Pense comigo / Contato / Agenda online
www.ronaldodemattos.com - Todos os direitos reservados 2009 - 2013