Psicólogo / Psicanalista Clínico ABMP Nº 04909-09
SOBRE O PSICANALISTA
apresentação
ATENDIMENTO
faça o seu agendamento
CONTATO
fale conosco
Beleza atrai...
Comprovadamente a beleza vende produtos, atrai simpatias, facilita os primeiros contatos, e é considerada ponto favorável a concessão de empregos...

"Espelho, espelho meu, 

existe alguém mais belo do que eu?"

Quando lemos a história da bela jovem Branca de neve que a rainha queria matar por "questão de Beleza", não imaginamos o quanto essa história se mistura com o nosso dia a dia... 

Beleza atrai... É inquestionável... Entorno de uma pessoa bonita os desejos esvoejam como abelhas, ainda que sejam apenas desejos de contemplação.

E porque não podemos pelo menos, nem sempre, comprar pessoas bonitas, compramos posters que as representam, vamos vê-las no cinema, procurá-las nos teatros...

O poeta inglês Keats disse que beleza era "verdade". A poetisa grega Safo comparou-a à bondade.

O escritor Somerset Maugham considerava-a à "um êxtase". E Stendhal, que tão bem escreveu sobre o amor, chegava ao cumulo de ver nela "uma promessa de felicidade".

Comprovadamente a beleza vende produtos, atrai simpatias, facilita os primeiros contatos, e é considerada ponto favorável a concessão de empregos. 

Tão importante nos primeiros movimentos da atração, a beleza não desempenhará depois, no amor, papel fundamental. Outros valores, como personalidade, inteligencia e potencial erótico, contam muito mais.

Porém é fato que um parceiro ou uma parceira interessantíssimos corre o risco de ser rejeitado no primeiro escrutínio apenas por sua aparência física...

Entrevistado a respeito do filme Tootsie 1982, em que, para conseguir um papel um ator se apresenta como mulher, com o nome de Dorothy Michaels, Dustin Hoffman disse do seu trabalho: "Quando tentei incorporar a personagem de Dorothy, tive dificuldade em fazê-lo como teria desejado, e de repente me ocorreu que se eu tivesse encontrado Dorothy numa festa, jamis teria me interessado por ela, pois fisicamente era insignificante.

Certamente é uma atitude frívola julgar as pessoas pelo que aparentam, e acho que foi isso que começou a me entristecer..."

"Frívola" talvez não seja a palavra. Mas a verdade é que não sabemos por que a beleza nos atrai. Embora imantados, as(os) bonitas (os) na nos prometem além daquilo que esperamos de outras pessoas.

Pelo contrário, "deles temos até uma certa desconfiança", como se o dote de supremo da beleza devesse ser pago com sacrifício de dotes morais e, sobretudo, intelectuais. 

O tipo da "bela burra", tão bem interpretado por Marilyn Monroe, é um clássico da nossa cultura. Eu mesmo, já presenciei inúmeras vezes o espanto de pessoas ao descobrirem que alguém linda ou lindo fossem homens e mulheres inteligentes que ocupam cargos por seus méritos de competência . Como se por ser, sem favor nenhum, devesse obrigatoriamente ser burros...

Um tempo atrás li uma pesquisa feita nos USA de uma psicóloga especializada em estudos sobre atração. Ela pesquisou as reações de adultos e crianças diante de fotos de pessoas bonitas.

Os adultos achavam que as bonitas e bonitos eram mais sensuais, delicados, sociáveis e atirados. Esperavam que tivessem melhores casamentos e melhores empregos. Mas imaginaram que seriam piores pais.

Isso coincidia com a opinião das crianças diante de fotos de crianças bonitas. Elas achavam que as mais lindas deviam ser mais simpáticas e menos leais. Declararam sua impressão de que crianças bonitas seriam amigos decepcionantes, com os quais não se poderia contar em horas de necessidade.

Ou seja, tanto os adultos quanto as crianças viam nas pessoas bonitas uma promessa de sucesso, paralela a uma certeza de egoismo.

Na realidade, os bonitos são mais gentis, menos agressivos, mais sorridentes. Mas não são forçosamente mais egoístas. Adulados desde pequenos, sabem que basta sorrir de bom jeito para obter as coisas.

Não precisam zelosamente cuidar do que é seu, porque o mundo está sempre disposto a lhes dar o que for preciso.

Por outro lado, eles carregam consigo a herança do mau da Beleza. Quase sempre pessoas os cercam e estão com eles, mas, sempre estão sós.

Carregam o pré-conceito de se aproximarem de um homem ou mulher e esses se sentirem inseguros com seus relacionamentos, no emprego, geralmente as esposas e os maridos, se sentem inferiorizados e ciumentos em relação a presença de uma pessoa bonita.

Se os mesmos estão a fim de alguém, esse alguém desconfia que é um engano ou se sentem intimidados em ter um relacionamento com uma pessoa que atrai tantos olhares... Outros exploram tal beleza... 

O fato é que são seres humanos, como qualquer outro carrega suas próprias lutas e dificuldades... Algumas só querem ser reconhecidas por sua trabalho e talento, outras querem fama, como qualquer um nessa sociedade...

Quando olhar para uma pessoa bonita lembre-se que ela carrega suas próprias implicações e seus conflitos...

 

Ronaldo de Mattos - Psicanalista Clínico

em 19/05/2013

Voltar

Principal / Pense comigo / Contato / Agenda online
www.ronaldodemattos.com - Todos os direitos reservados 2009 - 2013