Psicólogo / Psicanalista Clínico ABMP Nº 04909-09
SOBRE O PSICANALISTA
apresentação
ATENDIMENTO
faça o seu agendamento
CONTATO
fale conosco
Carta - Três amantes não me fazem feliz
Sou casada e comecei tendo um amante, mas agora tenho três e nenhum sabe do outro...


 

Boa noite Ronaldo de Mattos, estava vendo seu site e pintou a curiosidade de saber se tinha uma página no Facebook e o encontrei aqui. Gostaria de um conselho, você pode me ajudar.

Sou casada e comecei tendo um amante, mas agora tenho três e nenhum sabe do outro. Para todos tenho um aspecto de absoluto respeito.

Sobretudo para o meu marido, que não suspeita de nada. Somos casados há quase 30 anos, e sempre tivemos problemas de dinheiro.

Durante muitos anos foi minha mãe que sustentou, embora com sacrifícios, depois eu que carreguei o grosso das despesas, inclusive comprando nossa casa e nosso carro. Há anos peço a ele para sair de casa, mas de nada adianta . Então transei com o meu analista, comecei a me relacionar com meu dentista, depois com um colega de trabalho e com um outro rapaz. Todos são casados, e se dizem felizes com suas esposas.

Mas eu não estou feliz. E, apesar de achar que inconscientemente quero que tudo seja descoberto, não sei o que seria de mim se meu marido viesse a saber. 

Por favor estou me sentido assim, vazia, vezes outra penso que sou uma mulher sem carácter, para não dizer todos os palavrões que passam em minha mente.

 

RESPOSTA

 

Oi!!! Fico feliz que tenha achado o meu site e assim conseguiu enviar um e-mail. Pense comigo:

Há anos você pede a ele que saia de sua casa. E ele não sai. E você insiste. E ele não se mexe. Mas até onde você quer, realmente, que ele saia?

Mais do que ódio e desejo de libertação, parece haver entre vocês um acordo secreto, pelo qual é permitido a você expulsá-lo de casa, sem correr o risco de ser atendida. Graças a esta cena, pontualmente repetida ao longo dos anos, ele espia sua culpa por não ser um bom marido, e você extravasa essa sua frustração por não ter encontrado no casamento aquilo que esperava.

A cena, portanto, já não é apenas a fórmula litigiosa de um casal, mas cerimônia terapêutica que ajuda este casal a manter-se unido.

Quando você escreve "não sei o que seria de mim se o meu marido viesse a saber", talvez não perceba que há outra frase por trás desta. 

Pois não sendo seu marido um homem violento, o mais provável é que fizesse apenas uma tremenda cena, chorasse talvez, e fosse embora. Nem a cena, nem muito menos a partida, ameaçariam uma mulher que quer de fato separa-se.

Portanto, a frase não escrita, que está no seu coração, é: "Não sei que seria de mim se meu marido, descobrindo, me deixasse."

A ideia de ficar sem seu marido a apavora. Mas por outro lado, sendo ele tão pesado de carregar, a possibilidade de livrar-se dele a seduz.

E ai que se encaixam os amantes. As pessoas têm amantes por inúmeras razões. Porque é eticamente estimulante, porque gratifica, porque dá à vida um toque de aventura e um tanto de romance. E também por amor, por fastio, por vingança e por uma infinidade de motivações pessoais. No seu caso, podemos levantar várias hipóteses viáveis.

Você pode estar procurando outros homens, para receber. Uma vez que a relação com seu marido sempre a deixou carente, obrigado-a a ser aquela que mais dá, através dos amantes, que não lhe exigem nada, se ressarce, equilibrando assim sua contabilidade emocional.

Mas também pode estar procurando neles o homem que lhe falta. Na nossa cultura, o conceito de homem sempre foi relacionado ao papel de provedor. Ora, seu marido nunca a sustentou, nem à família, portanto, aos olhos da sociedade, e provavelmente aos seus, é insuficientemente homem.

Além disso, seu inconsciente e o bom senso, nos dizem que você quer ser descoberta. Ou seja, conta com os amantes para reforçar uma situação a que não consegue chegar sozinha.

E ainda, ao relacionar-se somente com homens casados, e bem casados, comprova para si mesma que os casamentos podem sobreviver, apesar das relações laterais e de não serem tão satisfatórios quanto se gostaria. Exatamente com seu.

Gostaria muito de poder atende-la, mas devido a a distancia eu aconselho que troque de terapeuta, vou passar um e-mail com dois nomes para você, um homem e uma mulher Psicanalistas. Acredito que a linha da psicanálise vai fazer muito bem a você, não tenha medo de procurar nenhum dos dois pois acredito ambos poderão fazer um excelente trabalho.

Obrigado pelo e-mail e boa terapia.

Ronaldo de Mattos - Psicanalista Clínico

em 06/06/2013

Voltar

Principal / Pense comigo / Contato / Agenda online
www.ronaldodemattos.com - Todos os direitos reservados 2009 - 2013