Psicólogo / Psicanalista Clínico ABMP Nº 04909-09
SOBRE O PSICANALISTA
apresentação
ATENDIMENTO
faça o seu agendamento
CONTATO
fale conosco
Terminando a Terapia
A terapia não pode ser um peso. Se você esta fazendo um esforço descomunal para chegar no horário, irrita-se com frases ou gestos do profissional e só fala de assuntos periféricos durante a sessão...

Interromper um tratamento psicológico é uma decisão difícil de tomar. Em geral, espera-se que o terapeuta assuma a iniciativa de dar a alta. Mas isso não impede que você se antecipe e deixe de freqüentar as sessões. Antes, porém, vale identificar o que está motivando esse ponto final. 

A terapia não pode ser um peso. Se você esta fazendo um esforço descomunal para chegar no horário, irrita-se com frases ou gestos do profissional e só fala de assuntos periféricos durante a sessão, é o momento de abrir o jogo.

"Falar claramente para o analista "não quero mais" é bastante saudável para o tratamento", a franqueza ajuda a esclarecer a postura do terapeuta e o caminho que vocês estão seguindo. Dependendo do motivo de seu desanimo, ele pode até recomendar, outro especialista, com quem você talvez tenha mais empatia.

São vários os motivos que levam alguém a procurar terapia. "Pode ser o pânico, o divórcio, a perda de uma pessoa querida ou qualquer dificuldade de relacionamento".

Linhas que é freudiana e a junguiana não visam eliminar os sintomas, mas tentar compreender as causas, o que costuma estender um pouco mais o tempo do tratamento. Se o incômodo imediato desapareceu e você não pretende revirar o passado nem mexer em feridas recentes, peça alta.

Se você não quiser alta e o valor da sessão estiver lhe apertando, converse sobre o problema com o terapeuta antes de qualquer decisão precipitada. Não é difícil fazer um acordo, com relação a redução ou parcelamento do valor de sessão. Caso seja impossível, informe-se com amigos, parentes ou colegas de trabalho sobre outros profissionais que possam se encaixar melhor no seu orçamento.

"Outra opção é procurar ajuda em órgãos públicos, que oferecem atendimento gratuito e de qualidade".

 

Ronaldo de Mattos - Psicanalista Clínico

em 14/11/2009

Voltar

Principal / Pense comigo / Contato / Agenda online
www.ronaldodemattos.com - Todos os direitos reservados 2009 - 2013