Psicólogo / Psicanalista Clínico ABMP Nº 04909-09
SOBRE O PSICANALISTA
apresentação
ATENDIMENTO
faça o seu agendamento
CONTATO
fale conosco
MULHERES E CASAMENTO
Nova realidade

 

Boa tarde, li seu e-mail e confesso que esperava alguma pergunta assim. Com sinceridade você é a geração da consequência. O que quero dizer é que a revolução feminina aconteceu em um momento em que todas lutavam por um futuro melhor, mas ninguém sabia que  proporções  tomaria e a direção também.

Você me pergunta o que acontece com o casamento e as mulheres? Elas assim como você estão se adaptando a uma nova realidade que não é fácil para nenhuma das partes. Pois onde havia autoritarismo, machismo e preconceito é uma forma de extremismo e quem se levanta para lutar contra isso naturalmente se torna extremista também.

Hoje estamos do outro lado, não que o machismo tenha acabado. Tanto é fato, que o extremismo feminino nada mais é do que a outra fase do machismo. Hoje elas estão muito mais presentes no mercado de trabalho e, assim como você ,tiveram seus pais e mães apoiando os estudos e naturalmente suas ascensões ao trabalho.

“Não quero minha filha que você viva como eu”, essa frase é a grande máxima de muitos pais e mães. Somos um país ainda muito novo e naturalmente muito para crescer como cultura e em sociedade.

O que posso disser sobre o que está acontecendo é que o homem não sabe o seu papel diante dessa nova mulher e a mulher ainda não encontrou o seu lugar.

Naturalmente, como placas tectônicas cada movimento , criam uma reação gigantesca para a sociedade e a cultura, e, naturalmente, enquanto se movimenta, ficamos com a sensação de perdidos dentro do caos.

Muitos pensam que relacionamento é interpretação de um papel e passam um bom tempo interpretando e não sendo amadurecido na relação. Outros, casam com o sonho de solteiro e quer que o parceiro e parceira se enquadrem nele. Mas isto é impossível, pois casamento é uma relação de afeto, mas de interesse também, onde há uma troca e para muitos a primeira vez de uma verdadeira relação.

Muitos são tiranos em suas casas com seus pais, manifestando a imaturidade da infância e quando casam pensam que podem ser da mesma forma e percebem como surpresa que não será como no meio do seus.

O que seria uma relação a dois? Penso que uma relação saudável é o encontro de emoções, sentimos, mas acima de tudo uma maturidade em relação a entender o outro e saber conviver em igualdade. Quem ama o outro se coloca no lugar e busca neste sentido dividir.

O que eu diria a você é procure um acompanhamento terapêutico para se perceber, construir um entendimento mais amadurecido sobre você e o mundo que te cerca. Talvez aquilo que você pensa ser amor, possa se manifestar como obsessão, aquilo que você chama de conversa para a outra pessoa um interrogatório. Procure um terapeuta e comece uma conversa sincera sobre esse momento em especial. Um abraço

PSICANALISTA RONALDO DE MATTOS

em 25/03/2014

Voltar

Principal / Pense comigo / Contato / Agenda online
www.ronaldodemattos.com - Todos os direitos reservados 2009 - 2013